Home / Notícias / Roger Waters, do Pink Floyd, usa jato particular para reunir a mãe com os filhos que foram sequestrados para a Síria

Roger Waters, do Pink Floyd, usa jato particular para reunir a mãe com os filhos que foram sequestrados para a Síria

Roger Waters, ajudou a facilitar uma reunião familiar emocional para uma mãe e filhos separados por quatro anos.

Felicia Perkins-Ferreira não teve uma boa noite de sono na ilha caribenha de Trinidad desde que seus dois filhos foram sequestrados em casa por seu pai.

Os meninos, agora com 7 e 11 anos de idade, foram levados para a Síria em 2014, onde seu pai estava lutando pelo Estado Islâmico. Depois que ele foi considerado morto em um conflito em 2017, os meninos foram levados para a fronteira por sua madrasta – mas depois abandonados ao lado da estrada, apenas para acabar em um campo de refugiados sírios.

Um advogado de direitos humanos chamado Clive Stafford Smith ouviu falar da situação da família e procurou o amigo em busca de ajuda – o co-fundador do Pink Floyd, Roger Waters.

Waters, ficou tão comovido com o desgosto de Felicia, que pegou o jato particular para ir buscá-la em Trinidad e levá-la até a fronteira com a Síria, a 10.000 quilômetros, para tentar buscar seus filhos.

Depois que Perkins-Ferreira, que nunca havia deixado Trinidad em sua vida, cruzou a fronteira com Smith para o campo de refugiados, o músico Waters disse ao  Canal 4 News que ele passava “horas e horas e horas” aguardando ansiosamente seu retorno. Finalmente, a família chegou em segurança ao jato por volta da meia-noite – e Waters diz que mal podia conter seu alívio.

Mais tarde, a família foi levada da Síria para a Suíça, e depois para Londres, para que pudessem receber aconselhamento sobre traumas antes de voltar para sua casa em Trinidad, de acordo com o  The Guardian . Os garotos choraram de alegria ao se reencontrarem com a mãe perdida – deixando um lugar que deve ter parecido o “Lado Negro da Lua” em comparação com o Caribe.

Smith, o fundador da  Reprieve, uma organização sem fins lucrativos pelos direitos humanos, é o verdadeiro herói, e garantiu aos repórteres que sua organização garantiria que a família pudesse “continuar com uma vida realmente produtiva e decente”.

Os garotos passaram toda a jornada de volta agarrando-se à mãe, já não se sentindo como ‘duas almas perdidas nadando em um aquário’.

Sensacional, Roger Waters!!

Deixe um Comentário